Livros por R$ 20!!!

 

As obras estão em bom estado de conservação, todas legíveis e com todas as páginas. As que estiverem com algum tipo de avaria, deterioração, serão devidamente apontadas na descrição do produto. As imagens são das cópias a serem enviadas e não de banco de imagens da internet.

Confira a lista a seguir.

Interessando-se por algum livro, corra antes que alguém seja mais rápido que você. São cópias únicas! O preço já inclui o frete.

Detalhe:

Ao adquirir, no site da Editora Multifoco, o livro “Angústia na Cidade do Caos: crônicas de uma era indecente” você ganha um segundo livro, qualquer um disponível na lista abaixo, na faixa e sem frete!

Getúlio – vol. 1 – Lira Neto        (Brochura com orelhas. Ótimo estado de conservação)

R$ 20


Alguém foi mais rápido. ESGOTADO!!!

CIA Das Letras.

629 páginas.  

Sinopse:

Alguém foi mais rápido. ESGOTADO!!!

Getúlio Dornelles Vargas (1882-1954) é a figura histórica sobre a qual mais se escreveu no Brasil. No entanto, na copiosa bibliografia dedicada a ele, não havia até agora uma biografia completa, de cunho jornalístico e objetivo, que procurasse reconstituir em minúcias a trajetória pessoal e política do personagem do modo mais isento possível.


A monumental trilogia Getúlio, de Lira Neto, da qual se lança agora o primeiro volume, vem suprir com sobras essa lacuna. Ao longo de dois anos e meio, o autor se debruçou sobre uma vastíssima gama de documentos – muitos deles inéditos ou pouco explorados – para ajudar a decifrar a “esfinge Getúlio” e mostrar como foi possível que convivessem no mesmo indivíduo o revolucionário, o ditador, o reformador social e o demagogo.
Sem desdenhar nenhum tipo de fonte ou arquivo, Lira Neto se serviu de cartas pessoais e memorandos oficiais, de diários íntimos, autos judiciais, boletins de ocorrência, notícias de jornal, anúncios de publicidade, charges, hinos, marchinhas, livros de memórias, entrevistas, depoimentos etc.


O resultado desse árduo trabalho, acompanhado de um mergulho na bibliografia histórica sobre o período, é um relato envolvente, por vezes eletrizante, ao qual o talento narrativo do autor confere a vivacidade e o ritmo de um bom romance.


A herança política caudilhista, sob a égide dos caudilhos gaúchos Julio de Castilhos e Borges de Medeiros; a formação positivista, com uma forte tendência anti-cristã depois abafada por conveniências políticas; as escaramuças da sangrenta política regional gaúcha; o aprendizado da política (e da politicagem) em âmbito nacional na capital da República; as relações ambivalentes com as velhas oligarquias e com a inquietação tenentista; o esboço das ideias trabalhistas e da tutela do estado sobre as relações entre o capital e o trabalho; o desenvolvimento de uma personalidade política ardilosa; a oscilante candidatura de oposição à presidência em 1930 e por fim a Revolução vitoriosa que liquidou a Primeira República e instaurou uma nova era na política brasileira – tudo isso é narrado de modo vívido neste primeiro volume.

Aventuras na Ilha do Tesouro – Pedro Cobiaco (Quadrinho. Capa dura. Excelente estado de conservação)

R$ 25

Editora Mino.

144 páginas.

Sinopse:

“Aventuras na Ilha do Tesouro” conta a história do Capitão, um jovem rebelde que mora em uma ilha mágica, cercado de garotos libertários e que se vê tentando entender sua existência conforme a narrativa de constrói. Quebrando com a narrativa clássica, criando conexões sutis entre realidade e fantasia enquanto flerta com os quadrinhos clássicos de aventura, Pedro cria uma obra ímpar, instigante e sensível, que explora novas possibilidades no gênero.

Apenas Começando – Elisa Masselli  (Brochura com orelhas marca-texto. Bom estado de conservação. Algumas manchas na extremidades das folhas. Pequeno risco de caneta na primeira página, abaixo do título do livro).

R$ 20

Editora Mensagem de Luz.

365 páginas.

Sinopse:

Ao passarmos por momentos difíceis, sentimos que tudo terminou e não há mais esperança e nem um caminho para seguir. Quantas vezes, sentimos que precisamos fazer uma escolha, porém nem sempre sabemos qual seria a melhor opção? Julia, após manter um relacionamento com um homem comprometido, sentiu que tudo havia terminado e teve de fazer uma escolha. Para isso, contou com o carinho de amigos espirituais que tiveram de adiar projetos importantes no plano espiritual, que os ajudariam a evoluir.

Por amor adiaram projetos, renasceram e morreram, para ajudá-la em sua redenção, evolução e, principalmente, para que ela entendesse que: quando pensamos que tudo terminou na realidade, para Deus, está apenas começando…

1984 – George Orwell            (Brochura com orelhas. Ótimo estado de conservação)


Alguém foi mais rápido. ESGOTADO!!!

CIA Das letras.

414 páginas.

Sinopse:

Alguém foi mais rápido. ESGOTADO!!!

Publicada originalmente em 1949, a distopia futurista 1984 é um dos romances mais influentes do século XX, um inquestionável clássico moderno. Lançada poucos meses antes da morte do autor, é uma obra magistral que ainda se impõe como uma poderosa reflexão ficcional sobre a essência nefasta de qualquer forma de poder totalitário.


Winston, herói de 1984, último romance de George Orwell, vive aprisionado na engrenagem totalitária de uma sociedade completamente dominada pelo Estado, onde tudo é feito coletivamente, mas cada qual vive sozinho. Ninguém escapa à vigilância do Grande Irmão, a mais famosa personificação literária de um poder cínico e cruel ao infinito, além de vazio de sentido histórico.

De fato, a ideologia do Partido dominante em Oceânia não visa nada de coisa alguma para ninguém, no presente ou no futuro. O’Brien, hierarca do Partido, é quem explica a Winston que “só nos interessa o poder em si. Nem riqueza, nem luxo, nem vida longa, nem felicidade: só o poder pelo poder, poder puro”. Quando foi publicada em 1949, essa assustadora distopia datada de forma arbitrária num futuro perigosamente próximo logo experimentaria um imenso sucesso de público. Seus principais ingredientes – um homem sozinho desafiando uma tremenda ditadura; sexo furtivo e libertador; horrores letais – atraíram leitores de todas as idades, à esquerda e à direita do espectro político, com maior ou menor grau de instrução.

À parte isso, a escrita translúcida de George Orwell, os personagens fortes, traçados a carvão por um vigoroso desenhista de personalidades, a trama seca e crua e o tom de sátira sombria garantiram a entrada precoce de 1984 no restrito panteão dos grandes clássicos modernos. Algumas das ideias centrais do livro dão muito o que pensar até hoje, como a contraditória Novafala imposta pelo Partido para renomear as coisas, as instituições e o próprio mundo, manipulando ao infinito a realidade.

Afinal, quem não conhece hoje em dia “ministérios da defesa” dedicados a promover ataques bélicos a outros países, da mesma forma que, no livro de Orwell, o “Ministério do Amor” é o local onde Winston será submetido às mais bárbaras torturas nas mãos de seu suposto amigo O’Brien. Muitos leram 1984 como uma crítica devastadora aos belicosos totalitarismos nazifascistas da Europa, de cujos terríveis crimes o mundo ainda tentava se recuperar quando o livro veio a lume. Nos Estados Unidos, foi visto como uma fantasia de horror quase cômico voltada contra o comunismo da hoje extinta União Soviética, então sob o comando de Stálin e seu Partido único e inquestionável.

No entanto, superando todas as conjunturas históricas – e até mesmo a data futurista do título -, a obra magistral de George Orwell ainda se impõe como uma poderosa reflexão ficcional sobre os excessos delirantes, mas perfeitamente possíveis, de qualquer forma de poder incontestado, seja onde for.

“O maior escritor do século XX.” – Observer

“Obra-prima terminal de Orwell, 1984 é uma leitura absorvente e indispensável para a compreensão da história moderna.” – Timothy Garton Ash, New York Review of Books

” A obra mais sólida e mais impressionante de Orwell.” – V. S. Pritchett

1889 – Edição juvenil ilustrada – Laurentino Gomes       (Brochura com orelhas. Bom estado de conservação. Algumas manchas na extremidade das páginas).

R$ 20

Editora Globo Livros.

238 páginas.

Sinopse:

O livro 1889 – Como um imperador cansado, um marechal vaidoso e um professor injustiçado contribuíram para o fim da Monarquia e a Proclamação da República no Brasil, de autoria do jornalista e escritor paranaense Laurentino Gomes, acaba de ganhar uma nova edição voltada para o público jovem. O texto de 1889 – Edição juvenil ilustrada foi adaptado da versão original por Luiz Antonio Aguiar, escritor carioca especializado em linguagem para estudantes adolescentes, e ricamente ilustrado pela artista plástica gaúcha Rita Brugger.

Lançada na Bienal Internacional do Rio de Janeiro em setembro de 2013, a edição original de 1889, para leitores adultos, vendeu cerca de 300 mil exemplares em apenas seis meses, repetindo o sucesso dos dois livros anteriores do autor – 1808, sobre a fuga da corte de D. João para o Brasil, e 1822, sobre a Independência do país. A trilogia, que trata das datas mais importantes da construção do Estado brasileiro no Século 19, já atingiu mais de dois milhões de exemplares de vendas no Brasil, em Portugal e nos Estados Unidos, e permanece há sete anos na lista dos maiores best-sellers do mercado editorial brasileiro.

A nova edição juvenil ilustrada tem o objetivo de tornar ainda mais acessível para os jovens a compreensão de um dos períodos mais controversos da história do país. É um relato cativante que explica não só os acontecimentos que levaram à queda da monarquia, em 1889, mas também outros episódios importantes da história brasileira, como a Guerra do Paraguai e o movimento abolicionista. “A edição juvenil nasceu de uma demanda de pais e professores”, explica Laurentino Gomes. “O adolescente ou o estudante que ler esta versão conseguirá entender os personagens e acontecimentos da Proclamação da República tanto quanto o leitor da edição adulta, só que de uma forma mais condensada, mais visual e mais lúdica, sem perder a substância do conteúdo”, acrescenta.

No livro, que começa no lançamento do Manifesto Republicano de 1870 e vai até a posse do presidente Campos Salles, em 1898, Laurentino Gomes desmistifica o papel desempenhado por alguns dos principais nomes relacionados à mudança de regime político. Um exemplo é o do marechal Deodoro da Fonseca, um militar idoso e enfermo que, na manhã da Proclamação da República, se encontrava tão esgotado quanto o próprio imperador dom Pedro II. Segundo o autor, até as vésperas do golpe republicano, o marechal era monarquista e agiu movido mais pelo ressentimento contra o governo imperial do que por qualquer convicção ideológica. Por isso, relutou até onde pôde a promover a troca do regime, como exigiam as lideranças civis e os militares liderados pelo professor e tenente-coronel Benjamin Constant. Ao contrário do que reza a história oficial, o marechal em momento algum proclamou a República ao longo daquele dia 15 de novembro.

1889 foi resultado de três anos de pesquisas, nos quais o autor leu e consultou cerca de 150 outras obras de referência sobre o tema. Nesse período, morou um ano no campus da Pennnsylvia State University, conhecida como Penn State, situada na cidade de University Park, nos Estados Unidos. Durante sua temporada americana, visitou a famosa Biblioteca Oliveira Lima, centro de estudos brasileiros situado na Universidade Católica da América (CUA), em Washington, onde estão guardados mais de 40.000 documentos relacionados ao Império e aos primeiros anos da República. Também frequentou a Biblioteca do Congresso, na capital americana. Por fim, o autor visitou no Brasil os locais mais importantes dos acontecimentos relacionados à queda da Monarquia e à implantação do regime republicano, como os lugares frequentados pela corte de Pedro II no Rio de Janeiro e na cidade imperial de Petrópolis, na Serra Fluminense.

Dom Quixote – Miguel de Cervantes      (Capa dura. Excelente estado de conservação)

Alguém foi mais rápido. ESGOTADO!!!

Editora abril.

610 páginas.

Sinopse:

Alguém foi mais rápido. ESGOTADO!!!

O livro traz a história de um ingênuo senhor rural cujo passatempo favorito era a leitura de livros de cavalaria. Na sua obsessão, acreditava literalmente nas aventuras escritas e decide tornar-se um cavaleiro andante. Suas viagens sucedem-se sob a alucinação de que estava vivendo na era da cavalaria; pessoas que encontrava nas estradas pareciam-lhe como cavaleiros em armas, damas em apuros, gigantes e monstros; até moinhos de vento na sua imaginação eram seres vivos. Combatendo as injustiças, o personagem enfrenta situações penosas e ridículas, mantendo, porém, uma figura nobre e patética.

A Lenda de Ruff Ghanor – O Garoto Cabra –  Leonel Caldela   (Brochura com orelhas. Excelente estado de conservação).

R$ 20

Editora Nerd Books.

320 páginas.

Sinopse:

Nos confins de uma terra inclemente, assolada por monstros e governada pelo terrível dragão Zamir, ergue-se o mosteiro de São Arnaldo. Os clérigos tentam viver em paz, sob o jugo do tirano, quando encontram um estranho garoto. Uma criança selvagem, dotada de poderes misteriosos, que luta como um adulto. Seu nome é como um rugido: Ruff Ghanor.

Descendente de uma linhagem esquecida de reis, Ruff Ghanor pode ser o escolhido para combater o dragão. Vivendo no mosteiro isolado, ele cresce sob o peso de seu destino, cercado pelos amigos e amores de sua infância. Capaz de causar terremotos com as mãos e treinado desde cedo pelo rigoroso prior, Ruff tem um futuro de glória e sangue a sua frente.

Esta é a história de um jovem com um dever monumental, imposto por homens e deuses. Uma vida repleta de fúria e paixão, medo e fé. O início da jornada de um herói e de um rei.

Esta é a lenda de Ruff Ghanor.

A Capital da Solidão – Roberto Pompeu de Toledo    (Brochura. Ótimo estado de conservação)

Alguém foi mais rápido. ESGOTADO!!!

Editora Objetiva.

560 páginas.

Sinopse:

Alguém foi mais rápido. ESGOTADO!!!

De todos os paradoxos de São Paulo, um dos maiores é o que oferece o cotejo de seu presente com o seu passado. A metrópole vertiginosa e trepidante de hoje nasceu distante, fora do alcance dos navios portugueses, escondida pela serra do Mar – uma barreira que foi obstáculo, mas também desafio a vencer, definindo a personalidade desta São Paulo.

Numa narrativa envolvente e reveladora, o leitor é convidado a conhecer momentos cruciais da trajetória da cidade que, por mais de uma ocasião, esteve ameaçada de penosos retrocessos, senão de extinção, por motivo do abandono dos moradores, da precariedade de recursos e do que por vezes pareceu uma irremediável falta de futuro. O destino de São Paulo, ao longo dos três primeiros séculos de existência, foi de isolamento e de solidão.

Em 1872, os primeiros sinais de prosperidade começavam a visitá-la, por conta da riqueza trazida pelo café, mais ainda assim a população de pouco mais de 30 mil habitantes a situava numa rabeira com relação às demais capitais brasileiras. Em 1890 já tinha dobrado de tamanho. O momento em que finalmente engrena é súbito como uma explosão – na passagem do século XIX para o XX, a cidade se transformou num aglomerado de gente vinda de diferentes partes do mundo e começou a virar a São Paulo que se conhece hoje.

O Morro dos Ventos Uivantes – Emily Bronte      (Brochura com orelhas. Versão bilíngue – português/inglês. Bom estado de conservação. Oxidação nos extremos das páginas)

R$ 20

Editora Landmark.

300 páginas.

Sinopse:

Na fazenda chamada Morro dos Ventos Uivantes nasce uma paixão devastadora entre Heathcliff e Catherine, amigos de infância e cruelmente separados pelo destino. Mas a união do casal é mais forte do que qualquer tormenta: um amor proibido que deixará rastros de ira e vingança. “Meu amor por Heathcliff é como uma rocha eterna. Eu sou Heathcliff”, diz a apaixonada Cathy.
O único romance escrito por Emily Brontë e uma das histórias de amor mais surpreendentes de todos os tempos, O Morro dos Ventos Uivantes é um clássico da literatura inglesa e tornou-se o livro favorito de milhares de pessoas, incluindo os belos personagens de Stephenie Meyer.

O Retrato de Dorian Gray – Oscar Wilde  (Capa dura com marcador. Bom estado de conservação. Algumas manchas nos extremos das páginas e pequenos riscos na contracapa)

R$ 25

Editora Abril.

270 páginas.

Sinopse:

Neste livro, o belo jovem Dorian Gray, o protagonista, torna-se modelo para uma pintura do artista Basil Hallward. O pintor apresenta Dorian ao Lorde Henry Wotton, que o faz tomar consciência de sua beleza e do valor de sua juventude e o inicia num mundo de vícios e desregramento. Apaixonado pela própria imagem e influenciado pelas palavras de Lorde Henry, Dorian deseja permanecer eternamente belo como no retrato. Misteriosamente, seu desejo é atendido.

A Sangue Frio – Truman Capote    (Brochura com orelhas. Bom estado de conservação. Carimbo na primeira página, plástico que reveste a capa principiando a descolar. Oxidação na extremidade superior das páginas)


Alguém foi mais rápido. ESGOTADO!!!

Editora Abril.

415 páginas.

Sinopse:

Alguém foi mais rápido. ESGOTADO!!!

Fruto de uma intensa investigação, feita ao longo de meses, A sangue frio é um dos livros que fundaram o jornalismo literário, gênero que combina a objetividade factual e os recursos da narrativa de ficção. O clássico de Truman Capote conta a história da brutal chacina da família Clutter e dos autores do crime, executados em 1965.

As Veias Abertas da América Latina – Eduardo Galeano      (Brochura com orelhas. Bom estado de conservação. Algumas marcas na capa. Carimbo e assinatura na primeira página)

R$ 20

Editora Paz e Terra.

310 páginas.

Sinopse:

Remontando a 1970, sua primeira edição, atualizada em 1977, quando a maioria dos países do continente padecia facinorosas ditaduras, este livro tornou-se um ‘clássico libertário’, um inventário da dependência e da vassalagem de que a América Latina tem sido vítima, desde que nela aportaram os europeus no final do século XV. No começo, espanhóis e portugueses. Depois vieram ingleses, holandeses, franceses, modernamente os norte-americanos, e o ancestral cenário permanece – a mesma submissão, a mesma miséria, a mesma espoliação.

Revistas Homem-Aranha – Nova Marvel – edições 01-08.   (Quadrinho. Excelente estado de conservação)

R$ 25

Editora Panini.

68 páginas cada edição (todas as revistas sertão enviadas).

O Relatório da CIA – Como Será o Mundo em 2020     (Brochura com orelhas. Bom estado de conservação. Ligeira marca de dobra na capa e contracapa. Carimbo na primeira página).

R$ 20

Editora Ediouro.

238 páginas.

Sinopse:

“O Relatório da CIA – Como Será o Mundo em 2020” delineia as forças que irão moldar e construir o futuro. Superpotências se defrontarão não com a guerra convencional, mas sim em batalhas ferrenhas por tecnologia, mercado, armas de destruição em massa, corrida espacial e biotecnologia. Em busca da supremacia.


Economia, demanda energética, criminalidade, combustíveis, meio ambiente, mudança climática e terrorismo são abordados de forma inteligente, articulada e sutil. Um trabalho profundo e embasado em um aparato estatístico abrangente, produzindo um relatório completo com prognósticos e especulações.


Conferências nos cinco continentes foram realizadas pelo National Intelligence Council dos EUA – mobilizando peritos em todo o mundo para a elaboração do livro. O livro conta com o prefácio de Demétrio Magnoli, articulista da Folha de São Paulo e especialista em Geopolítica; com a introdução de Heródoto Barbeiro, ancora da CBN e do Jornal da Cultura além do pósfacio de Alexandre Adler, um dos mais renomados jornalistas franceses da atualidade.

Carne Viva – Ruth Rendell    (Brochura com orelhas. Bom estado de conservação. Manchas na capa e na primeira página).

R$ 20

Editora Best Seller.

248 páginas.

Sinopse: 

Em Londres, o jovem Victor Jenner, traumatizado na infância por uma fobia que o martiriza a vida inteira, e também vítima de uma doença que lhe causa espasmos terríveis, desenvolve uma personalidade psicótica, que afeta dramaticamente o destino de outras pessoas.

Uma delas é David Fleetwood, detetive que, durante um cerco, enfrenta Victor desarmado e é atingido por um tiro na espinha, ficando paralítico.

Assim começa uma história sombria, discretamente iluminada por uma figura feminina, Clare, que ao menos uma vez na vida tem uma noite de fulgor sensual, mas com quem não a merecesse.

Transcendendo o “policial”, gênero no qual é considerada uma das rainhas, a autora expõe os meandros da mente de seu personagem central, criador de uma “lógica” própria que tanto o horroriza como o compele a atos grotesco.

É assim que Ruth Rendell, além de envolver o leitor numa narrativa impecável, suscita a compreensão para o instável da natureza humana.

Castro Alves – Biografia – Alberto da Costa e Silva    (Brochura com orelhas. Ótimo estado de conservação. Pequenas marcas na capa).

R$ 20

Editora CIA Das letras.

200 páginas.

Sinopse:

Morto com apenas 24 anos, Castro Alves já era imensamente famoso em Salvador, no Recife, no Rio de Janeiro e em São Paulo. Num livro que é ao mesmo tempo perfil empenhado e crítica literária cuidadosa, Alberto da Costa e Silva mostra como um jovem perfeitamente integrado na sociedade escravocrata veio a ser o poeta da abolição.

Moise e o Mundo da Razão – Tennessee Williams   (Capa dura. Bom estado de conservação. Algumas manchas e marcas na capa e na primeira página).

R$ 25

Editora Círculo do Livro.

168 páginas.

Sinopse:

“Esse quarto, meu e de Charlie, não era realmente um quarto, era uma pequena parte de um armazém abandonado, próximo às Docas Sul do Hudson. Dispunha de uma espécie de banheiro reduzido às comodidades essenciais e de uma íngreme escada que dava para a West 11 Street. Três tabiques de madeira compensada, elevando-se a meia altura do teto, escassamente o separavam da vastidão em que se aninhava. Eu o chamava às vezes “o retângulo com ganchos”, pois um meu amante anterior, meu único amante anterior, tinha cravado ganchos na madeira compensada para pendurar coisas; e, arriscando-me a incidir num exagero sentimental, direi que já não havia muita coisa que pendurar neles. Porém não sou materialista, como é a maioria dos sensualistas. Sou um indivíduo muito sensual”.

Lord Jim – Joseph Conrad    (Capa dura. Excelente estado de conservação. Algumas manchas na capa).

R$ 25

Editora Abril.

290 páginas.

Sinopse:

Apesar de não ser tão famoso quanto a obra “Coração das Trevas”, que inspirou o clássico filme “Apocalypse Now”, “Lord Jim” (Editora Revan, 2002) é considerado por muitos o melhor livro de Joseph Conrad.

Com uma trama que gira em torno da honra, a história conta as agruras e desventuras de um jovem oficial que comete uma fraqueza num naufrágio e luta a vida inteira para esquecer e fazer esquecer sua falha. Abrangendo desde a época em que Jim é um imediato novato até se tornar o respeitado Lord Jim de Patsuan, a narrativa mostra como uma noção de dignidade muito particular conduz o protagonista nessa dramática trajetória.

Os mares do sudeste asiático, cenário sempre presente na obra de Joseph Conrad, são o palco das aventuras de Jim e outros tantos personagens. Um deles é Marlow, o velho capitão que narra as experiências daquele homem de “coração inescrutável”.

O Peregrino – Tibor Moricz    (Brochura com orelhas. Excelente estado de conservação. Há dedicatória do autor na primeira página).

R$ 20

Editora Draco.

196 páginas.

Sinopse:

O romance O Peregrino – Em busca das crianças perdidas, de Tibor Moricz, fala de duelos heroicos, amizade e coragem. Fala também de cobiça, ódio e perseguição. Narra a jornada de um homem em busca de crianças perdidas, de pistas para esclarecer seu passado misterioso e de suas próprias e assustadoras verdades.

Para lá do Posto de trocas do Finnegan, para lá da Garganta do enlouquecido (muito cuidado aos que forem atravessá-la), existem três cidades. Em duas, Downtown e Middletown, os cidadãos vivem massacrados pelo jugo totalitário imposto por Uptown, a terceira delas.

De Uptown vêm abutres terríveis, delegados simbiontes mortíferos e fantásticos mecanismos cujas funções extrapolam a mais fértil imaginação.

Só uma coisa une todas as cidades: a crença na vinda de um homem, na vinda de um salvador. A crença na vinda do Peregrino.

Ambientado no meio oeste norte americano nos idos de 1870, este romance promete tudo, menos tédio. Com ritmo narrativo intenso e final surpreendente, O Peregrino tem tudo para ser um dos principais lançamentos do ano dentro da literatura de gênero nacional.

História Universal – vol. 1 – H.G Wells   (Capa dura. Bom estado de conservação. Manchas na capa e em folhas brancas que precedem imediatamente capa e contracapa).

R$ 20

Editora Nacional.

244 páginas.

Pequenices – Crônicas – Domingos Pellegrini   (Brochura. Ótimo estado de conservação)

R$ 20

Editora Inventa.

112 páginas.

Helena – Machado de Assis   (Brochura. Bom estado de conservação. Manchas na capa. Pequeno corte em uma das extremidades da capa. Última página, cronologia do autor, com riscos de caneta).

R$ 20

Editora Ática.

174 páginas.

Sinopse:

No Rio de Janeiro colonial, um homem importante e rico mantém caso amoroso com uma mulher que havia migrado do Rio Grande do Sul e se separara do marido, devido a dificuldades financeiras. A mulher já possuía uma filha, que, mais tarde, foi perfilhada pelo amante rico. Esta filha é Helena. Mesmo sabendo de tudo, ela é recebida no seio da família do amante de sua mãe e entra em posse de uma herança considerável. A convivência termina por gerar uma paixão recíproca entre Helena e seu suposto irmão Estácio. O drama de incesto abala as estruturas da família de Estácio e tudo caminha para um final surpreendente. “Helena” é um romance dividido em 28 capítulos dentro de estrutura linear.

Madame Bovary – Gustave Flaubert    (Capa dura. Bom estado de conservação. O título da capa está praticamente apagado, mas as folhas internas estão em excelente estado de conservação. Carimbo na primeira página).

R$ 20

Editora Nova Cultural.

418 páginas.

Sinopse:

Emma é uma mulher sonhadora, uma pequeno-bur­guesa criada no campo que aprendeu a ver a vida através da literatura senti­men­tal. Bonita e requintada para os padrões provincianos, casa-se com Charles Bovary, um médico interiorano tão apaixonado pela esposa quanto entediante.

Nem mesmo o nascimento de uma filha dá alegria ao indissolúvel casamento no qual a protagonista sente-se presa. Como Dom Quixote, que leu romances de cavalaria demais e pôs-se a guerrear com moinhos, ela tenta dar vida e paixão à sua existência, escolha que levará a uma sucessão de erros e a uma descida ao inferno.

Saga Pecado Original – Marvel – edições de 0 a 3       (Quadrinho. Ótimo estado de conservação).

R$ 20

Editora Panini.

44 páginas (média) cada edição.

Batman: Dia das Bruxas – Jeph Loeb/Tim Sale      (Quadrinho. Capa dura. Excelente estado de conservação).

R$ 25

Editora Panini.

196 páginas.

Sinopse:

Em três momentos distintos passados durante o Dia das Bruxas, o Cavaleiro das Trevas se vê às voltas com alguns de seus mais terríveis adversários, tendo que sobrepujá-los e, ao mesmo tempo, não sucumbir à loucura. Porém, sua batalha ganha contornos sobrenaturais quando o Cruzado Encapuzado é visitado por seres fantasmagóricos que pretendem mostrar-lhe de que modo sua vida pode acabar. Concebidos pelo roteirista Jeph Loeb e o artista Tim Sale, os três contos que compõem essa edição estão situados no início da carreira do Homem-Morcego. Este volume reúne as edições ‘Batman – Legends of the Dark Knight Halloween Special’, ‘Batman – Madness – A Legends of the Dark Knight Halloween Special’ e ‘Batman – Ghosts – A Legends of the Dark Knight Halloween Special’.

Ópera dos Mortos – Autran Dourado    (Brochura com orelhas. Bom estado de conservação. Princípio de oxidação em algumas páginas. Assinatura na primeira folha) 

Editora Record.

211 páginas.

Sinopse:

Ópera dos mortos é a história de uma família, de uma casta, começada em um tempo já-lenda, já-história, na vastidão das Minas Gerais, e de seu absurdo destino. Conta as histórias de indivíduos plantados no interior, fala da amplidão do tempo, da vida e da condição humana. Acima de tudo, do absurdo da existência de todos os homens na vastidão do mundo.

Bagagem – Adélia Prado    (Poesia. Brochura. Excelente estado de conservação)

R$ 20

Editora Record.

144 páginas.

Sinopse:

Foi com esta sua obra de estréia, publicada pela primeira vez em 1976, que a autora deu as primeiras mostras de seu admirável talento. Os poemas de ‘Bagagem’ nasceram de um período em que Adélia escrevia incessantemente. Apesar de muitos e variados, abordando temas tão diversos quanto o amor carnal, o amor divino, a vocação do poeta, as cores e as dores da vida, os textos possuem uma unidade, uma fala peculiar.

Ficções – Jorge Luis Borges    (Capa dura.  Bom estado de conservação. Oxidação em algumas páginas. Alguns pontos brancos na capa).

R$ 25

Editora Abril.

190 páginas.

Sinopse:

Ficções – publicado originalmente em 1944 pelas Ediciones Sur – é a obra que trouxe o reconhecimento universal para Jorge Luis Borges, graças, entre outros motivos, ao caráter fora do comum de seus temas, abertos para o fantástico, e à inesperada dimensão filosófica do tratamento.

Fúrias – Mike Carey/John Bolton      (Quadrinho. Capa dura. Excelente estado de conservação).

R$ 25

Editora Panini.

100 páginas.

Sinopse:


Desde a morte de seu filho, Daniel, a semi-humana e semifúria Lyta Hall tem vagado por um deserto de sexo sem sentido e luto desesperado. Mas uma estranha coincidência a coloca na companhia de uma trupe de teatro estadunidense de viagem para Atenas. Em vez de revisitar sua herança grega para ajudar a recuperar sua sanidade, Lyta se vê perdida nos poços fétidos do Hades e acaba se tornando um peão em um jogo mortal entre os mais poderosos deuses da mitologia e a inimitável ameaça tripla que são… As Fúrias.

Escrito brilhantemente por Mike Carey (Lucífer, Hellblazer) e magistralmente desenhado em estilo de pintura por John Bolton (A Paixão do Arlequim, Os Livros da Magia) SANDMAN APRESENTA: AS FÚRIAS acompanha a jornada de Lyta Hall em busca de vingança, redenção e um último encontro com seu filho, o novo Rei do Sonhar, que será tudo… menos o que ela espera.

A Cauda Longa em Quadrinhos – Chris Anderson    (Brochura. Ótimo estado de conservação. Carimbo na primeira página. Algumas manchas na capa).

R$ 20

Editora Campus.

50 páginas.

Sinopse:

Neste livro, Chris Anderson defende que o futuro do comércio e da cultura não está nos grandes sucessos, mas no que era considerado fracasso. Usando o mundo dos filmes, dos livros e da música, argumenta que a Internet deu origem a um novo universo, no qual a receita total de diversos produtos de nicho, com baixo volume de vendas, é igual à receita total de poucos produtos de grande sucesso.

Anúncios